Ipatinga   •   

Notícias

As condições de trabalho impostas pela usiminas e suas terceirizadas matam mais um trabalhador

15/04/2015

No dia seguinte da votação do Projeto de Lei 4330/2004 que libera a terceirização em todas as atividades, mais um trabalhador foi morto na Usiminas em Cubatão/SP vítima das péssimas condições de trabalho impostas pela usina e suas empresas terceirizadas.
André Luis de Souza tinha 29 anos, era pai de uma criança de 6 anos e trabalhava na empresa terceirizada Enesa. André morreu dia 09/04, esmagado por uma peça de quase 40 toneladas.  
André é mais um dos nossos irmãos de classe que teve sua vida arrancada pelas condições assassinas de trabalho impostas pelo Capital. Só na Usiminas, em Cubatão/SP, foram mais de 50 trabalhadores que perderam a vida desde 1988, e a maioria eram de empresas terceirizadas.

É ISSO QUE SIGNIFICA O PL 4330: ARROCHO, ATAQUE AOS DIREITOS E MORTES

O Projeto de Lei 4330/2004, votado na Câmara dos deputados, dia 08/04, não tem nenhum objetivo de garantir proteção aos direitos dos trabalhadores nas empresas terceirizadas. Seu único objetivo é manter e ampliar a terceirização nas empresas privadas e no serviço público para que as empresas possam aumentar a exploração através do rebaixamento das condições de trabalho e do preço da força de trabalho.
Esse é o segundo pacote de ataque aos direitos dos trabalhadores só nesse ano.  
O Projeto permite a terceirização de todas as atividades realizadas em uma empresa. O resultado é mais demissões e contratações com  salários menores e diminuição dos direitos.
Atualmente, 26% dos trabalhadores brasileiros são terceirizados e esse número pode triplicar com a aprovação do projeto. Estima-se que um trabalhador terceirizado ganhe de 24% a 50% menos que os com contrato direto. 
Algumas centrais sindicais defendem esse projeto, como a Força Sindical, central do Boca Roxa e seus pelegos que escrevem o mentiroso jornal “Metalúrgicos de Verdade”.   

15 de Abril - Parar a produção em defesa da vida e dos direitos  
Hoje,15 de abril, paralisações e manifestações estão sendo realizadas no país todo. Vamos ampliar a luta que não começou agora contra a terceirização.

A NOSSA LUTA É CONTRA TODAS AS FORMAS DE TERCEIRIZAÇÃO


•  Veja outras informações
SINDIPA - Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região
Av. Fernando de Noronha, 90 - Bairro Areal - CEP: 35160-350 - Ipatinga / MG
Telefone (31) 3829-6635   /   E-mail: comunicacao@sindipa.org.br