Ipatinga   •   

Notícias

Metalúrgicos na Mercedes de São Bernardo do Campo recusam o acordo da empresa com o sindicato do ABC

06/07/2015

São os metalúrgicos do ABC se reencontrando com suas lutas.

No dia 02 de julho os metalúrgicos que trabalham na Mercedes Benz em São Bernardo do Campo/SP foram convocados pelo Sindicato para assembleia, na qual o Sindicato junto com a empresa defendia que os trabalhadores aceitassem a seguinte proposta:

- Redução de 10% dos salários de todos os trabalhadores.

- Reposição de apenas metade do INPC na data-base da categoria

- Para o Plano de Demissão Voluntária, além dos aposentados, também colocaram na guilhotina das demissões, os trabalhadores com estabilidade até a aposentadoria vítimas de acidente e doenças provocadas pelo trabalho.

- A proposta ainda incluía que se o Projeto de Proteção ao Emprego (PPE) for aprovado no Congresso Nacional, então a redução salarial seria maior, pois pela proposta da CUT, Força Sindical e UGT, no PPE, os patrões deixam de pagar 30% dos salários e desse valor não pago 15% são pagos pelo governo através do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) e outros 15%, os trabalhadores perdem.

A proposta feita pela Mercedes junto com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, novamente tentava iludir os trabalhadores que isso evitaria as demissões e colocaria de volta ao trabalho parte dos 500 trabalhadores que foram demitidos na volta do lay-off.

 

A máscara de reduzir direitos com a desculpa de evitar as demissões começa a cair

No ano passado o Sindicato aceitou defender a proposta da Mercedes de redução do piso salarial em 20%, aceitou uma nova grade salarial que achata os salários e por dois anos não ter reajuste salarial acima da inflação.

O Sindicato dos Metalúrgicos também aceitou defender o lay-off afirmando para os trabalhadores que isso era a forma de evitar demissões.

Os trabalhadores que estavam no lay-off foram todos demitidos em maio de 2014 e os patrões com seus auxiliares no movimento sindical tentaram sugar ainda mais nosso trabalho.

Se no ano passado a proposta era de pagar apenas o INPC, agora seria somente metade do INPC, além disso, joga no lixo novamente o direito fundamental garantido na Convenção Coletiva de estabilidade às vitimas de acidente e doenças provocados pelo trabalho.

A assembleia realizada com votação secreta e acompanhada de vaias dos trabalhadores contra a direção do Sindicato reprovou por 74% dos votos, o acordo da Mercedes com o Sindicato.

São mais de 20 anos de conciliação de classes no ABC, a direção do Sindicato que renegou o enfrentamento e aceitou todo tipo de aliança com os patrões agora vê perplexa, os metalúrgicos demonstrando que CHEGA.

Foi uma negociação muito dura. Consideramos que essa é a proposta possível para esse cenário. Nosso desafio é atravessar sem demissões, uma vez que a empresa já anunciou um excedente de 2 mil”. Essa é a fala da atual diretoria do Sindicato após ver sua proposta derrotada pelos trabalhadores.

 

Os metalúrgicos de São Bernardo do Campo começam a reapreender o ABC da luta

Vendo que seus representantes no Sindicato se tornaram porta-vozes dos patrões, caem as máscaras de todos os acordos de redução salarial como forma de evitar as demissões.

As demissões continuaram a acontecer, os salários foram reduzidos, os direitos foram retirados tudo isso com a conivência da atual diretoria do Sindicato.

Juntos patrões, governo e as centrais sindicais pelegas que tentam impor a redução de salários e direitos tiveram na tarde do 3 de julho de 2015, a triste noticia que os metalúrgicos de São Bernardo começam a se colocar novamente em movimento.

E a decisão dos metalúrgicos na Mercedes fortalece a luta do conjunto dos trabalhadores que com seus Sindicatos de Luta segue na luta contra a redução dos salários e direitos.

FIRMES NA LUTA CONTRA A PROPOSTA DOS PATRÕES, DO GOVERNO E DOS PELEGOS EM REBAIXAR AINDA MAIS NOSSOS SALÁRIOS E DIREITOS.


•  Veja outras informações
SINDIPA - Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região
Av. Fernando de Noronha, 90 - Bairro Areal - CEP: 35160-350 - Ipatinga / MG
Telefone (31) 3829-6635   /   E-mail: comunicacao@sindipa.org.br