Ipatinga   •   

Notícias

Ontem foi realizada a primeira audiência do dissídio coletivo contra a USIMINAS e USIMEC

09/03/2016

A primeira audiência sobre o dissídio da Campanha Salarial da USIMINAS e USIMEC, realizada no dia 08/03, em Belo Horizonte, terminou tarde da noite e novamente se confirmou a intenção das empresas de não pagarem o que devem aos trabalhadores.
O SINDIPA defendeu que era necessária uma proposta de reajuste salarial e que as empresas até hoje se recusaram a negociar as reivindicações dos trabalhadores.
A USIMINAS e USIMEC insistiram nas mesmas propostas anteriores e na retirada de direitos, como o retorno de férias e o fim do decênio na USIMEC.
Ao final da audiência, o desembargador responsável pelo processo, determinou que o SINDIPA faça uma assembleia com as propostas das empresas que só aumentaram o valor do abono em apenas R$200,00, veja:

USIMINAS
0% de reajustes e abono parcelado:
1º parcela de R$ 2.700,00 - caso seja aprovada a proposta, o pagamento seria 5 dias depois do acordo assinado
2º parcela de R$ 1.500,00 – último dia de maio

USIMEC
0% de reajustes e abono parcelado:
1º parcela de R$ 2.700,00- caso seja aprovada a proposta, o pagamento seria 5 dias depois do acordo assinado
2º parcela de R$ 1.000,00 – último dia de ABRIL

Assim como aconteceu em Cubatão, se a proposta for reprovada, o dissídio coletivo segue no Judiciário.
O principal motivo que fez com que o desembargador determinasse que o SINDIPA levasse a proposta da USIMINAS para votação foi a aprovação na marra do calote de 0% feito pelos sindicatos pelegos do senge e do sintec.
Durante a audiência, a USIMINAS escancarou de vez que tanto o senge, como o sintec estão a seu serviço, dizendo que ela não poderia pagar nada acima do que foi pago para os engenheiros e técnicos. Ou seja, a empresa usa esses dois sindicatos pelegos e fantasmas para impor arrocho salarial ao conjunto dos trabalhadores.

O SINDIPA É CONTRA ESSAS PROPOSTAS QUE SÃO MAIS UMA MANEIRA DAS EMPRESAS ARROCHAREM AINDA MAIS OS SALÁRIOS
VAMOS REALIZAR UMA ASSEMBLEIA POR DETERMINAÇÃO JUDICIAL PARA CONTINUAR COM O DISSÍDIO


Durante a audiência, registramos no Judiciário que o Sindicato é contra essa proposta.
O abono não é incorporado ao salário, não entra nas férias, no 13°, no FGTS, além dos demais reflexos e do acúmulo das perdas para os outros anos, pois os próximos reajustes seriam em cima dos salários defasados.
Diferente dos pelegos que fazem assembleias para aprovar o que as empresas querem, nós realizamos assembleias pra valer onde os trabalhadores de fato decidem. E as assembleias são para avaliar as propostas que avancem e não para retroceder em direitos e salários.
Só vamos realizar a assembleia para discutir essa proposta da USIMINAS porque houve a determinação do Judiciário, que infelizmente condicionou a continuação do dissídio à realização de assembleia.
O SINDIPA tomou todas as medidas para não permitir que a empresa desse o calote no que deve aos trabalhadores. E agora é preciso a participação de todos para seguirmos na luta! Nossa mobilização nos trouxe até aqui! Precisamos ficar firmes para continuar avançando!


FIQUE ATENTO! PARTICIPE DA ASSEMBLEIA E JUNTOS VAMOS DIZER NÃO PARA CONTINUARMOS COM O PROCESSO DE DISSÍDIO E BUSCAR UMA PROPOSTA MELHOR!

NA SEMANA QUE VEM, VAMOS REALIZAR UMA ASSEMBLEIA. VOTE NÃO PARA CONTINUARMOS COM O DISSÍDIO

 


•  Veja outras informações
SINDIPA - Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região
Av. Fernando de Noronha, 90 - Bairro Areal - CEP: 35160-350 - Ipatinga / MG
Telefone (31) 3829-6635   /   E-mail: comunicacao@sindipa.org.br