Ipatinga   •   

Notícias

Judiciário determina que USIMINAS e USIMEC discutam a forma de negociação da PLR com o SINDIPA e os trabalhadores

11/08/2016

Companheiros/as
No ano passado, o SINDIPA entrou com uma ação judicial denunciando a forma como o grupo USIMINAS impõe a discussão sobre a PLR através de comissões que não tem autonomia e as propostas não são avaliadas pelos trabalhadores. Da forma que a PLR é feita hoje, a USIMINAS faz o que quer, inclusive suspende o pagamento sem dar nenhuma satisfação, como fez no ano passado. 
Em abril de 2015, ganhamos uma liminar que determinou que a forma de negociação da PLR fosse discutida com o Sindicato. O grupo USIMINAS recorreu da decisão e conseguiu derrubar a liminar, mas o processo seguiu na justiça e, na semana passada, o Judiciário determinou que a forma de negociação da PLR deve ser discutida com o Sindicato e com os trabalhadores.
Segundo a legislação, a forma de negociação da PLR deve ser definida em comum acordo entre as empresas e o Sindicato, mas isso não aconteceu. O grupo USIMINAS impôs a negociação via comissão para determinar suas metas e definir como bem quer a PLR. 
Dessa forma, aumentam a pressão por produção e pagam cada vez menos para quem produz e aumenta seus lucros. A PLR é uma forma utilizada pelas empresas para tentar ludibriar os trabalhadores. Elas pagam uma merreca de PLR para tentar esconder a redução dos salários, como o calote de 0%.
O Sindipa defende que a negociação sobre a PLR deve ser feita com o Sindicato  com a participação direta dos trabalhadores nas assembleias. Dessa forma, aumentamos a pressão para garantir valores maiores.

 

USIMINAS E USIMEC CONTINUAM TENTANDO DAR O CALOTE NOS TRABALHADORES COM A AJUDA DOS PELEGOS
No dia 10/08 foram realizadas novas reuniões das comissões de PLR da USIMINAS e USIMEC. 

Nas reuniões, o SINDIPA protocolou um documento, pois a empresa não permite que as reivindicações e discordâncias sejam postas na ata.

No documento, registramos novamente que não concordamos com a forma de negociação da PLR, além da comissão não ter nenhuma autonomia, as metas e índices impostos pela empresa aumentam a cada ano e a PLR é cada vez menor. Também não concordamos que o índice seja por salário, pois assim o trabalhador que garante toda a produção ganha uma merreca enquanto a chefia ganha valores mais altos. 

E mais uma vez, as empresas tentaram dar o golpe nos trabalhadores e os sindicatos pelegos e fantasmas do senge e sintec assinaram uma ata dizendo que concordam com as metas e baixos valores pagos pelas empresas na PLR. E que concordam inclusive com essa forma de negociação, onde a USIMINAS pode fazer tudo o que quiser, inclusive suspender o pagamento da PLR quando bem entender. 

 


•  Veja outras informações
SINDIPA - Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região
Av. Fernando de Noronha, 90 - Bairro Areal - CEP: 35160-350 - Ipatinga / MG
Telefone (31) 3829-6635   /   E-mail: comunicacao@sindipa.org.br