Ipatinga   •   

Notícias

USIMINAS quer pagar esmola de PLR

25/02/2015

A USIMINAS divulgou ontem, dia 24, o que pretende pagar de PLR, míseros 0,6 salário. E a cara de pau é tão grande que, tanto no informativo, como nas reuniões das gerências, a empresa vem com a conversa fiada de que o momento é difícil e tentando nos convencer de que está fazendo “um favor” em pagar essa merreca. 
A Usiminas se utiliza da PLR para aumentar ainda mais a produção e arrochar os salários. A proposta inicial de PLR de 1,5 salário, que já era muito ruim, piorou ainda mais. 

OS TRABALHADORES NÃO SÃO BOBOS! SABEMOS QUE FRUTO DO NOSSO TRABALHO O LUCRO DA USINA AUMENTOU

O informativo da USIMINAS sobre a PLR fala que “a redução de custos, o aumento da produtividade e o desempenho operacional foram fundamentais” para garantir o resultado da USIMINAS. Mas o que a direção da usina tenta esconder é que o lucro cresceu devido ao aumento na exploração dos trabalhadores.

Vejam o que a Usiminas tenta esconder:

- O lucro líquido em 2014 foi de R$ 208 milhões, ou seja, cresceu em relação a 2013. 
- O Ebtida que tanto a Usiminas gosta de destacar também teve aumento de 3% em relação a 2013.

E o lucro saiu de onde? Aço não brota da terra, é produzido pelos trabalhadores que:

- Têm os salários cada vez mais arrochados;
- Trabalham mais, em jornadas intensas e extensas;
- Sofrem com os acidentes e doenças provocadas pelas condições de trabalho que só pioram com a tal “redução de custos” imposta pela direção da usina.

 

SINDICATO NÃO CONCORDOU COM ESSA MERRECA DE PLR

A USIMINAS colocou o nome do companheiro Hélio no informativo com o claro objetivo de desrespeitar os trabalhadores, pois, como já afirmamos em boletins anteriores, o Sindicato não concorda com os índices e as metas impostas pela USIMINAS. 
Mas, a Comissão da PLR é composta de forma desigual para os trabalhadores sendo comandada totalmente pela empresa. Quando a chefia não escolhe a dedo quem será da comissão, pressiona quem faz parte para impor suas propostas. Assim, a comissão acaba aprovando o que a USIMINAS quer mesmo com a discordância do Sindicato e mesmo o Sindicato NÃO TENDO ASSINADO O PROGRAMA DA PLR.
Apesar disso, o índice é tão ridículo que a própria Comissão da PLR solicitou para a diretoria da empresa que o valor da PLR a ser pago seja reavaliado em “função do lucro líquido de 2014 ter sido superior aos 2 anos anteriores”. Mas só isso não é suficiente. 

É NA LUTA QUE GARANTIMOS NOSSAS REIVINDICAÇÕES

A revolta se espalhou por toda a USIMINAS. Em Ipatinga e em Cubatão, os trabalhadores receberam a notícia como mais uma agressão da empresa que, a cada ano, aumenta seus lucros que são disputados a ferro e fogo por seus acionistas, enquanto os trabalhadores amargam mais arrocho.
Agora é hora de colocar a revolta em movimento, só reclamar não basta é preciso ampliar a nossa luta para garantir as nossas reivindicações.

 

 


•  Veja outras informações
SINDIPA - Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região
Av. Fernando de Noronha, 90 - Bairro Areal - CEP: 35160-350 - Ipatinga / MG
Telefone (31) 3829-6635   /   E-mail: comunicacao@sindipa.org.br